Buscar

Após reeleição, Azambuja corta cargos comissionados e aumenta chefias no governo

Decreto foi publicado no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (6)

Cb image default
Governador pretende garantir maiores salários sem aumento de despesas - Foto: Divulgação

Remodelando o 2º mandato que começa em janeiro de 2019, o governador reeleito Reinaldo Azambuja (PSDB) o publicou, nesta terça-feira (6), decreto transformando cargos em comissão do quadro de pessoal ao garantir maiores salários sem aumento de despesas.

Segundo a publicação do Diário Oficial do Estado, o chefe do Poder Executivo transforma quatro cargos em dois com maior remuneração. Foram extintos quatro cargos em comissão de Gestão Operacional e Assistência, que possuem salário base de R$ 1.121,26 (DGA-7). Conforme tabela de salários divulgada pelo Governo do Estado em 2013.

Em contrapartida, foi criado um cargo de um cargo em comissão de Direção-Executiva e Assessoramento, com salário de R$ 3.151,42 (DGA-3), e mais um cargo em comissão de Gestão Intermediária e Assistência, com remuneração de R$ 1.420,46 (DGA-6). O decreto tem efeito a contar a partir de 29 de outubro de 2018. (com informações do site Mídia Max)

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.