Buscar

Deputado Renato Câmara luta pela criação de associação no Vale do Ivinhema

Viabilizando melhorias na produção de mandioca no Vale do Ivinhema, o deputado estadual Renato Câmara, esteve reunido na sede do Ministério do Trabalho junto com produtores e auditores com a finalidade de discutirem o melhor caminho para o impasse que está dificultando a produção na região.

Realizada em Campo Grande, a reunião contou com a presença de Ancelmo Kuhnen, produtor rural, auditores do Ministério do Trabalho, o vereador de Ivinhema Junior do Posto, o presidente da Associação dos Produtores e Industrializadores de Mandioca de Mato Grosso do Sul (Aipim), Osvaldo Cardonha, o presidente do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural, Edson Correa e o superintendente do Ministério do Trabalho, Yves Drosghic que se reuniram para avaliarem a criação de uma associação para o desenvolvimento da produção de mandioca na região do Vale do Ivinhema.

Durante a reunião, intermediada por Renato Câmara, discutiu-se a possibilidade da criação de uma associação que possa cuidar dos interesses dos produtores (Imagem: Assessoria)

Durante a reunião, intermediada por Renato Câmara, discutiu-se a possibilidade da criação de uma associação que possa cuidar dos interesses dos produtores e dos trabalhadores mandioqueiros, para que todos estejam de acordo com a lei.  Os presentes foram unanimes em acordar que com a criação da associação é possível diminuir os problemas.

Para o parlamentar, a criação da associação visa o fortalecimento da produção de mandioca “Com a associação, é possível resolver os interesses dos produtores e dos trabalhadores conforme a lei, além da proteção e da tranquilidade de poder fazer a atividade sem ter risco de multas e desgastes”, avalia.

Para Yves Drosghic, a iniciativa da criação da pareceria entre produtores e trabalhadores é boa e ressaltou que “a superintendência está à disposição de apoiar a formação dessa associação e de ajudar no que for necessário para que os trabalhadores tenham todos seus direitos trabalhistas garantidos”.

Mesmo sabendo do caminho a seguir, para o presidente a Aipim, a reunião superou as expectativas, “Agora cabe a nós produtores a questão da organização para poder percorrer um caminho mais viável para todos nós. Expectativa superada, atendida e vamos trabalhar para seguirmos o melhor caminho para todos”, finaliza.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.