Buscar

Governo de Mato Grosso do Sul lança novo modelo de gestão

 Com a presença de mais de 800 servidores e parte do secretariado estadual, o Governo do Estado, através de Secretaria de Administração e Desburocratização lançou nesta quinta-feira (28), um novo modelo de gestão de pessoas. Na prática, o projeto de Gestão por competências que será adotado pelo Governo de Mato Grosso do Sul terá como foco principal o desenvolvimento dos servidores públicos através do aperfeiçoamento das habilidades e valores individuais.

Titular da pasta, o secretário de Administração e Desburocratização Carlos Alberto de Assis pontuou que este é um Governo que trabalha ouvindo as pessoas e cumpre o que promete, observando que o lançamento do projeto é mais uma das entregas de campanha, do Governador Reinaldo Azambuja. “Esse projeto vem justamente para valorizar, para motivar aquele servidor que busca o conhecimento para melhorar na carreira. O processo envolve orientação, direcionamento, oportunidades de capacitação, possibilidades de crescimento e claro, valorização individual. Vamos motivar e oferecer todo suporte para que juntos possamos atingir melhores resultados”, pontuou Assis.

Comentando o índice de reajuste de até 20% oferecido aos servidores estaduais, Assis lembrou que o Governo trabalha no limite da responsabilidade. “Hoje, dos 27 Estados da Federação, 20 estão preocupados em pagar salários no dia 1º. Nós temos que ir até o limite da responsabilidade, porque prometer é fácil. Mas precisamos ter responsabilidade para cumprir o que for acordado e colocar o salário todo dia 1º na conta do servidor”, completou.

Imagem: David Majella

Representante do Movimento Brasil Competitivo, a ex-secretária de Planejamento do Governo de Minas Gerais, Renata Vilhena explicou que a metodologia de gestão por competências nada mais é do que preparar as pessoas e as instituições para o cumprimento dos indicadores e metas desse novo conceito de gestão de resultados que vem sendo estabelecido pela atual administração. 

 

“Mas o que são competências? São os conhecimentos, as habilidades e as atitudes que todos os servidores precisam ter desenvolvidas para que eles possam colaborar no cumprimento das metas do contrato de gestão. Mas, antes de qualquer coisa, é preciso que o servidor se sinta valorizado, que ela possa ter um crescimento profissional, mas que acima de tudo seja motivado e esteja feliz no ambiente de trabalho para que ele possa produzir cada vez mais”, explicou Vilhena completando que dentro do processo a análise de competências figura como fator importante para que o servidor tenha ascensão na carreira.

Ao comentar que atualmente no Brasil existe um grande movimento para que as instituições adotem essa política de gestão por competências, Vilhena citou que a iniciativa já vem sendo desenvolvida em várias empresas públicas como Funasa, Emprapa, Banco do Brasil, Secretaria de Saúde do Governo do Espírito Santo, Banco Central, Superior Tribunal de Justiça, Secretaria de Fazenda do Estado de São Paulo, Secretaria de Desenvolvimento do Estado da Bahia e partir da próxima semana será também uma realidade para os servidores do Tribunal de Contas do Espírito Santo. “Não é algo novo, é algo que já foi testado, que já é realidade em várias instituições e que a partir de agora será implementado em Mato Grosso do Sul”, explicou.

Responsável por todos os projetos estratégicos do Governo do Estado, O secretário de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel lembrou que o Governador Reinaldo Azambuja encara e persegue esse momento com muita dedicação e responsabilidade. “Vamos continuar a caminhada para que a gente possa além de equilibrar todas as situações vigentes no Estado, conduzir aquilo que foi discutido, planejado e orientado em 2015. Dar um novo rumo, prover de equipamento e condição para que todas as nossas metas sejam executadas, e quem executa são os senhores e as senhoras, cada um em sua função e para que isso tudo aconteça vocês precisam estar motivados para esse desafio”, pontuou.

Já o secretário adjunto da SAD, Édio Viegas apresentou o cronograma de ações. Nos meses de maio e junho a equipe fará um diagnóstico do atual cenário, além de promover a capacitação dos multiplicadores. Nos meses de julho a outubro serão realizadas a aplicação de todos os questionários e nos meses de novembro e dezembro será definida apresentação das competências. De forma leve e divertida, o publicitário e personal branding Arthur Bender encerrou o lançamento com a palestra Marcas pessoais, o seu “por quê” com poder de alterar a realidade.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.