Buscar

No Dia da Mulher, Mara Caseiro recebe "Troféu Celina Jallad"

Honraria é entregue a personalidades femininas que fazem a diferença na sociedade sul-mato-grossense

Imagem: Assessoria

Cb image default

A presidente da FCMS (Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul), Mara Caseiro, foi homenageada hoje (8), Dia Internacional da Mulher, com o “Troféu Celina Jallad”. A honraria é entregue a personalidades femininas que fazem a diferença na sociedade sul-mato-grossense, nas mais diversas áreas de atuação.

Instituído pela Resolução 03/2011, o troféu carrega o nome da ex-deputada que deixou um legado de respeito e dedicação. Foi a terceira mulher a assumir um mandato no Legislativo estadual e a primeira mulher a ocupar o cargo de conselheira do TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado).

Com carisma, simpatia e exercício de liderança, ela desbravou caminhos, defendendo sempre a igualdade social e o respeito, em suas mais diversas vertentes. “Fico muito honrada em receber essa homenagem, que além de reconhecer nossa atuação em favor da mulher e do povo do Mato Grosso do Sul, carrega a história e a energia dessa mulher guerreira que foi Celina Jallad”, afirmou Mara Caseiro.

Ex-deputada estadual, Mara Caseiro é autora de leis que amparam e melhoram a vida das mulheres. Entre elas, o direito feminino a 5% das vagas de emprego na construção de obras públicas realizadas pela administração estadual. Ela também é autora da lei que assegura a prioridade de matrícula, na rede pública do Estado, às crianças e adolescentes filhos de mulher vítima de violência doméstica.

Outra importante lei protege as mães em período de amamentação. Pagará multa de R$ 500 quem constranger ou proibir a mulher que amamenta em público. Em caso de reincidência, a multa terá o valor dobrado.

A campanha Outubro Rosa também é de autoria de Mara Caseiro. Trata-se de um mês dedicado a ações preventivas à integridade da saúde da mulher. O nome remete à cor do laço que simboliza a luta contra o câncer de mama e incentiva a participação de todos nessa luta.

Homenageadas

Também receberam o "Troféu Celina Jallad" Dione Hashioka, Adiles do Amaral Torres, Ana Claudia O.M. Medina, Sra. Conceição (Bonito), Mirian Fatima Comparin Correa, Madalena Aparecida da Silva, Lilian Fernande de Oliveira Afonso Dias, Maria de Lourdes Tapparo, Dra. Ezilda Aparecida Araujo, Therezinha de Alencar Salem, Fabricia Oliveira Wanderley Flores, Morgana França Paiva Gavagliere, Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, Mara Rubia Benites Gamon, Mariana Lobato Arruda, Reni Domingos dos Santos, Vera Simone Gargione Adames Paes, Gisele de Almeida Serra Barbosa, Josephina Fernandes Capillé, Maritza Silveira Cogo, Maria Auxiliadora Martins, Carolina Conceição Silva Marques Rosa, Rubia da Silva Borges Loureiro e Elizângela Martins Biazotti.

Trajetória

Celina Martins Jallad, que dá nome ao troféu, nasceu em Campo Grande, foi professora e empresária, filha do ex-governador Wilson Barbosa Martins e Nelly Martins. Entre 1995 e 1996, exerceu pela primeira vez o mandato como deputada estadual, sendo a única mulher entre os 24 deputados.

Em 1999, foi reeleita, cumprindo mandatos consecutivos até 2010. Em 30 de novembro de 2010 foi empossada conselheira do TCE. Faleceu no dia 28 de fevereiro de 2011, aos 64 anos, por não resistir a uma cirurgia de emergência que tinha o objetivo de reparar um aneurisma da aorta abdominal.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.