Buscar

Odilon confirma candidatura ao governo e ‘ataca’ Puccinelli em primeiro discurso

Pedetista endureceu o tom e atacou o ex-governador em seu primeiro discurso como candidato ao Governo do Estado

A disputa para as eleições no próximo mês de outubro começou a esquentar em Mato Grosso do Sul. Após homologar a candidatura ao Executivo estadual, o juiz aposentado Odilon de Oliveira (PDT) endureceu o tom e atacou o ex-governador André Puccinelli (MDB) preso nesta sexta-feira (20), pela Polícia Federal.

Em seu primeiro discurso, Odilon se refere à principal da obra da gestão de Puccinelli, o Aquário do Pantanal, iniciada em 2011 e que até hoje não foi concluída. “A obra já consumiu R$ 300 milhões, recurso que daria para erguer 4.422 casas construídas com 64 metros quadrados. O dinheiro daria ainda para adquirir mais de 800 leitos para hospitais”.

Cb image default

Odilon deu ênfase à obra do Aquário do Pantanal que ainda não foi concluída – Foto: André de Abreu/Top Mídia News

Indo mais além, o pedetista afirmou que o projeto em questão é “um egoísmo da alma, uma fantasia para a população”. Protagonizando a disputa ao maior cargo político do Estado, ele deu ênfase à ideia que a campanha rumo ao governo será de combate à corrupção com o intuito de resgatar a esperança dos sul-mato-grossenses que anseiam por mudança.

Sem aumentar impostos, desburocratizar o Estado com alterações no fator tributário é uma das principais bandeiras defendidas pelo juiz. “Várias ações que buscaremos efetivar. Há 40 anos defendo a bandeira da lisura, ainda que para isso tive de enfrentar a morte por diversas vezes. Vamos fazer uma campanha da moralização, reedificar moralmente o Estado de MS”, frisou o candidato. (com informações do site Top Mídia News)

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.