Buscar

Rombo causado por erros de Bernal chega a R$ 193 milhões, garante Gilmar Olarte

Em pouco mais de um ano nas mãos de Alcides Bernal, a Prefeitura de Campo Grande teve um prejuízo de R$ 193,4 milhões, segundo aponta o relatório apresentado na manhã desta segunda-feira (24), pelo prefeito da Capital, Gilmar Olarte.

O montante leva em conta o volume na perda de receitas, que chega a R$ 69,4 milhões, além do que o relatório aponta como “prejuízo por inexecução de recursos próprios, estaduais e federais”, no total de R$ 116,5 milhões. Somam-se, ainda, R$ 7,4 milhões de verbas estaduais e federais perdidas.

Ainda segundo o levantamento feito a pedido de Olarte, só em recursos do SUS (Sistema Único de Saúde) a Prefeitura deixou de aplicar R$ 42,4 milhões. Em recursos de órgãos da administração indireta, que incluem recolhimento de multas de trânsito, por exemplo, o montante não utilizado chega a R$ 23,2 milhões.

Na arrecadação municipal, o maior volume de perdas está no ISS (Imposto Sobre Serviço), em um total de R$ 33,8 milhões. Em seguida, a queda mais acentuada foi em relação ao IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), chegando a R$ 21,6 milhões.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.