Buscar

"Ainda sem resultados positivos", por Elizeu Gonçalves Muchon

Cb image default
Elizeu Gonçalves Muchon - Foto: Divulgação

O Governo do Presidente Jair Bolsonaro ainda não conseguiu apresentar resultados positivos ao povo brasileiro, ávidos por melhores condições de vida, especialmente a população mais pobre, incluindo aí, uma multidão de desempregados. É preciso dar tempo ao novo mandatário.

Em recente viagem aos Estados Unidos, Bolsonaro se encontrou com o Presidente Trump. Fizeram juras de amor, trocaram mimos e afagos diplomáticos, mas no campo da economia, foram poucos os resultados em prol do Brasil.

Há de se considerar, evidentemente, que essa aproximação com os Estados Unidos – segundo maior parceiro comercial do Brasil – é de fundamental importância e fez bem Bolsonaro ao realizá-lo, entretanto, é preciso cuidado para não se meter na guerra comercial entre os Estados Unidos e China, pois a China, essa sim é nossa maior parceira comercial.

Nessa viagem aos Estados Unidos, deu para perceber a fragilidade e o desalinhamento entre os membros da comitiva brasileira, especialmente no campo diplomático, pois o Ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo se submeteu a um papel subalterno, dando lugar ao filho do Presidente, Eduardo Bolsonaro que fez as vezes do Chanceler na reunião às portas fechada com o poderoso Trump.

Aliás, o Brasil, sem dúvidas nenhuma ingressou num período estranho. Parece ter três presidentes: um de direito, Jair Bolsonaro. Um de fato, o tal guru intelectual Olavo de Carvalho, que põe e tira Ministro, haja vista as patacoadas que estão, por conta dele, acontecendo no Ministério da Educação que ainda não conseguiu, sequer montar seu quadro de auxiliares. E por fim tem até o engraçadinho do ator José de Abreu que se autoproclamou presidente do Brasil.

Falta política, para chamada “nova política”. O próprio Presidente da República, usa as redes sociais – âncora de mídia da nova política – para azedar ainda mais o clima entre o Palácio do Planalto e o Congresso Nacional. Os filhos do Presidente aguçam o clima ao usar a mesma rede social – como se adolescentes fossem – para engrossar o caldo das discórdias. A prisão do ex-Presidente Temer e do ex-Ministro Moreira Franco, parente de Rodrigo Mia, exaustivamente comemorada pelos descendentes do Presidente, provocou mais fissuras no relacionamento com Maia, o que, obviamente poderá postergar a tramitação das reformas pretendidas pelo Governo.

Ainda é destaque, os confrontos negativos entre Maia e o Ministro Sérgio Moro que quer ver tramitar seu projeto que propõe endurecer as regras contra o crime.

As redes sociais dos Bolsonaristas, com meu respeito que lhes é peculiar, também detona Maia, elevando o confronto entre a Câmara dos Deputados e o Governo.

Também merece destaque as rusgas do STF com o Ministério Público, após decisão da Suprema Corte ao entender que crimes eleitorais inclusos em assuntos da Lava Jato, serão devolvidos para Justiça eleitoral. Isso deixou transparecer que o STF quer enfraquecer a Lava Jato, a qual reagiu ao prender Temer, apresentando-o como troféu, em um gesto de força e recado de que a operação está viva. Tem Deputado com a faca nos dentes.

Chega a ser generalizadas as declarações de parlamentares de que a nova política não está fazendo política, um deles “negritou” a declaração feita por Bolsonaro, no Chile, pulverizado mais veneno na atmosfera, ao afirmar que a prisão do Temer é resultado de conchavos em nome da governabilidade e que ele Bolsonaro, não irá trilhar esse caminho, embora, o Presidente tenha mandado distribuir cargos federais nos Estados, contradizendo seu discurso. Aliás, algumas bancadas já estão flertando a possibilidade de devolver as benevolências oferecidas por Onix em nome do Capitão.

Ainda é cedo para julgar o Governo Bolsonaro, só está começando. É necessário dar tempo e esperar que os bons resultados venham. O Brasil necessita urgentemente de sair do buraco, mas para isso, o Governo precisa melhorar sua relação com o Congresso Nacional.

Elizeu Gonçalves Muchon – Professor e Jornalista.

elizeumuchon@hotmail.com

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.