Buscar

Exposição Traços da Alma segue até a próxima sexta, dia 27 de setembro

Cerimônia de abertura emocionou o público presente e mostrou o verdadeiro significado da palavra "superação"

Fotos: João Cláudio

Cb image default

Foi lançada nesta sexta-feira (20), a exposição "TRAÇOS DA ALMA" da artista nova–andradinense Maria Aparecida Maura, conhecida como Maura Mam, com a participação de trabalhos desenvolvidos na APAE. A ação celebra o Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência, comemorado no dia 21 de setembro.

A cerimônia de abertura emocionou o público presente e mostrou o verdadeiro significado da palavra "superação". Estiveram presentes o prefeito Gilberto Garcia acompanhado da primeira dama e vereadora, Joana Darc, o vice-prefeito Nenão, presidente da Apae, Ida Merces, vereadores Airton Castro e Wilson Almeida, secretários municipais, familiares e amigos dos autores das obras de arte, alunos e funcionários da Apae.

As 20 telas expostas exprimem o brilhantismo e a superação de quem encontrou inspiração em deus e na arte para encontrar a felicidade.

Influenciada pela família de alemães e italianos, as pinceladas da artista Maura Man começaram a ganhar forma e estilo a partir dos cursos ofertados gratuitamente pela Prefeitura de Nova Andradina, através do então Departamento Municipal de Cultura.

Maura Mam é aposentada do serviço público municipal, tendo colaborado, dentre vários setores, no antigo Centro Integrado de Atendimento Ao Trabalhador (Ciat) e na Junta Militar. Somada à arte plástica, a nova-andradinense hoje se dedica a lançar seu livro de poesias, ao mesmo tempo em que cursa o 4° período da faculdade de artes visuais na Unicesumar.

Já a mostra realizada pelos alunos da Escola de Educação Especial "Raio De Sol" – APAE tem por característica a iniciação a pintura como o intuito de trabalhar a relação socioemocional dos alunos. Foram utilizados nesses trabalhos várias técnicas como: óleo sobre tela, acrílico para tela e Guache.

A forma de criação artística inclui o protagonismo do aluno desenvolvendo de forma consciente ou inconsciente suas emoções através de linhas, formas e cores, encontrando em cada detalhe uma espécie de liberação emocional aprendendo a lidar melhor com sintomas de stress, adversidades, experiências traumáticas, além de trabalhar o cognitivo.

A Exposição Traços da Alma vai até o dia 27 de setembro, no hall de entrada do Paço Municipal.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.