Buscar

Complexo de usina sucroalcooleira no município de Anaurilândia será leiloado pela Justiça

Cb image default
Instalações ficam à margem da MS-276, entre Anaurilândia e Batayporã - Imagem: Arquivo / Nova News

O complexo de uma usina sucroalcooleira no município de Anaurilândia será leiloado pelo Poder Judiciário através de pregões eletrônicos a serem realizados em 18/05/2022 e 25/05/2022, conforme edital assinado pelo juiz Cezar Fidel Volpi em ação de execução fiscal onde figura o Estado de Mato Grosso do Sul como parte autora e a Usina Aurora Açúcar e Álcool Ltda como a parte requerida.

Conforme o edital, o leilão consiste na oferta de uma área de terras rurais, com 62 hectares e 8.452 m2 (sessenta e dois hectares e oito mil, quatrocentos e cinquenta e dois metros quadrados), denominada “Fazenda Aurora II do 3 Barras”, situada à margem da rodovia MS-276, no município e Comarca de Anaurilândia, bem como máquinas, equipamentos e benfeitorias.

Com relação aos valores dos bens leiloados, as máquinas e equipamentos estão orçados em R$ 195.931.590,02 (cento e noventa e cinco milhões, novecentos e trinta e um mil, quinhentos e noventa reais e dois centavos); as construções e benfeitorias em R$ 14.780.000,00 (quatorze milhões, setecentos e oitenta mil reais) e a terra nua em R$ 1.168.650,00 (um milhão, cento e sessenta e oito mil, seiscentos e cinquenta reais), perfazendo o total da avaliação: R$ 211.880.240,02 (duzentos e onze milhões, oitocentos e oitenta mil, duzentos e quarenta reais e dois centavos).

Sobre o caso, as negociações para a implantação da usina tiveram início em 2006, ainda na gestão do prefeito Antônio Eduardo. A Aurora recebeu a doação de terras em 2009 e, conforme apurado pelo Nova News, a área seria destinada à implantação de uma usina de álcool carburante e fábrica de bagaço hidrolisado, sendo que, em 10/10/2012, lavrou-se a escritura pública de doação com cláusula de reversão, na qual constou a obrigação da empresa em implantar a indústria no período de três anos, gerando no mínimo 800 empregos diretos e 2.500 indiretos, porém, a companhia não cumpriu com suas obrigações, inclusive contraindo dívidas.

Desta forma, o município de Anaurilândia acionou o Poder Judiciário para que providências pudessem ser tomadas com relação ao impasse, sendo que, após os devidos trâmites, foi decidida a execução fiscal que culminou no leilão da terra e dos bens existentes no local.

O edital dos pregões eletrônicos, assim como as condições de venda estão disponíveis na íntegra no site www.megaleiloesms.com.br. Em caso de dúvidas, as pessoas ou empresas interessadas podem enviar seus questionamentos pelo e-mail [email protected]

Segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico de Anaurilândia, Elizeu Muchon, a expectativa do Poder Executivo, na pessoa do prefeito Edinho Takazono, é de que empresas do ramo se interessem pelo leilão a fim de que as instalações da usina possam ser reativadas, gerando emprego e renda para a população local e contribuindo para o desenvolvimento da região.

Aviso

A reprodução total ou parcial desta publicação é permitida desde previamente autorizada. Além disso, devem ser citados claramente dados como a autoria do texto e o crédito das imagens. O desrespeito a estas normas implicará na tomada das devidas providências, conforme prevê a legislação vigente.

Entre em contato com o Nova News

Para falar com a equipe do Nova News, encaminhar fotos, denúncias e sugestões, entre em contato pelo WhatsApp (67) 9 9619-3999. Mas não é só isso! Enviando a palavra “SIM” para o mesmo contato, o leitor é cadastrado e passará a receber as principais notícias do dia!!! 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.